Drenagem Urbana e Introdução à Modelação 1D/2D, com Recurso aos Modelos SWMM e BASEMENT

DataDuraçãoHorárioPreço
21 e 22 de Setembro13 horas9h30 às 17h30450€ + IVA 23% (553,5€)


Apresentação
Esta acção de formação diz respeito à drenagem urbana e à modelação 1D/2D, enquanto instrumento de apoio à decisão, com recurso aos modelos SWMM e BASEMENT, incluindo sistemas de colectores e instalações elevatórias.
Nas últimas décadas, o aumento da concentração urbana em grandes aglomerados, a evidência da escassez de recursos e a dificuldade de cumprimento dos objectivos ambientais de protecção de meios receptores fez surgir novos “paradigmas” ou formas de pensar e solucionar os problemas de Ambiente. Entre as novas exigências no domínio do saneamento inclui-se a necessidade de abordagens sustentáveis, com racionalização de recursos e optimização do desempenho, que requerem, frequentemente, o apoio de instrumentos de monitorização e de modelação.
Neste contexto, assume relevância a modelação dinâmica do desempenho de sistemas de drenagem urbana, para controlo e redução de inundações e de descargas de poluentes nos meios receptores.
No passado, a FUNDEC promoveu cursos relativos à modelação e gestão avançada de infraestruturas de saneamento, nomeadamente sistemas de drenagem e Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR). Atendendo às solicitações profissionais actuais, torna-se importante promover um curso que divulgue a modelação 1D/2D de sistemas de drenagem urbanos, através do programa SWMM (“Storm Water Management Model”), desenvolvido pela EPA (US Environmental Protection Agency), e que é isento de encargos (“freeware”), bem como do software “open source” BASEMENT, Basic Simulation Environment for Computation of Environmental Flow and Natural Hazard Simulation, desenvolvido pela ETH Zurique (ETH, 2006).
O programa permite realizar a modelação hidrodinâmica e morfodinâmica 1D e 2D; a modelação 3D do escoamento subsuperficial; e a simulação de deslizamentos de terras. Possibilita o acoplamento de modelos (1D/2D) e o controlo automático de infraestruturas, recorrendo a controladores do tipo PID. Os principais inputs do modelo incluem dados topográficos (modelos de elevação (MDT) e secções transversais), dados hidrológicos (séries temporais de caudais, alturas de água ou perfis de velocidade), entre outros.
No âmbito desta acção de formação será abordada a concepção e o dimensionamento de componentes do sistema de drenagem urbano, tendo em vista a beneficiação do desempenho dos sistemas existentes. Neste contexto, proceder-se-á à avaliação das condições do escoamento (caudais, alturas e velocidades) para diferentes solicitações do sistema de drenagem, com base em eventos pluviométricos reais. Divulgar-se-ão igualmente “novas” tendências ou abordagens do saneamento de águas residuais, com vista à sustentabilidade dos sistemas.

Objectivos
O principal objectivo desta acção de formação consiste, na divulgação da modelação 1D/2D dos sistemas de drenagem urbanos, com recurso aos programas SWMM e BASEMENT, como ferramenta útil para a simulação do comportamento de infraestruturas de drenagem e saneamento e para a sua gestão integrada.

Coordenação

Prof. José Saldanha Matos
E-mail: clique aqui

Prof.ª Filipa Ferreira
E-mail: clique aqui
Contact Us

CONTACTE-NOS

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER